5 dicas de cuidado com a pele para quem malha dadas por uma dermatologista

Sempre preocupadas com a saúde, boa parte das brasileiras têm a malhação como parte da rotina, mas engana-se quem pensa que só o corpo fica cansado com os exercícios. O esforço físico, o suor e até o aumento da temperatura corporal podem causar uma série de problemas na pele, mas nada que algumas dicas não ajudem a amenizar. A médica Gabriella Correa, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, revela cinco dicas para cuidar do rosto antes, durante e depois de se exercitar, confira! 

Descubra como acalmar o excesso de vermelhidão

Quem tem rosácea, doença que acomete principalmente mulheres muito clarinhas, pode ficar com a pele do rosto muito vermelha ao malhar. Segundo Gabriella, isso acontece porque quando fazemos exercícios físicos liberamos substâncias que promovem um aumento do fluxo sanguíneo em algumas partes do corpo:"a cabeça é uma dessas regiões que sofre este efeito de vasodilatação e assim ocorre uma maior vermelhidão da rosácea", conta. A solução segundo a profissional é bem simples e, para amenizar o quadro, é preciso aplicar água gelada sobre a face: isso vai promover a diminuição dos vasos sanguíneos ajudando-os a voltar para o tamanho normal. 

Proteja-se das queimaduras que podem surgir nos esportes ao ar livre

Quem se exercita ao ar livre sabe que tem que sair de casa com protetor solar, mas só isso não basta. Além de ser necessário aplicar o produto pelo menos 15 minutos antes de sair de casa para que ele faça efeito ao sair na rua, é preciso reaplicar com uma maior frequência por causa do suor: "pessoas que malham ao ar livre precisam reaplicar o filtro solar em um intervalo menor de tempo, ou seja, sempre que suam", ensina.

Saiba como driblar alguns sintomas alérgicos que podem aparecer durante o exercício

Muita gente não sabe, mas algumas pessoas costumam sofrer com alergias quando se exercitam e o resultado pode aparecer na pele. "é muito comum. Os exercícios promovem o aumento na liberação de substâncias que podem desencadear alergias em indivíduos suscetíveis", revela Gabriella. A profissional ainda conta que, caso o aumento da coceira e da vermelhidão incomode muito, os antialérgicos podem ser uma solução: "pode ser aconselhável tomar algum antialérgico meia hora antes do treino, mas vale consultar um dermatologista", explica.

Sabia que suor pode causar espinhas? Saiba como prevenir?

A relação do suor com as espinhas é que ele aumenta a oleosidade da pele  - que por sua vez é um dos principais fatores desencadeadores do problema. "Durante a atividade física liberamos endorfina e a glândula sebácea é sensível a ela. Quanto maior a produção de endorfina, maior a produção de óleo pela glândula sebácea e, portanto, mais riscos de espinhas", explica. Isso não quer dizer, porém, que é preciso parar de se exercitar: "aconselho procurar atividades ao ar livre ou em ambientes bem climatizados para diminuir o suor. Secar a pele com lenços apropriados para oleosidade durante a malhação também pode ser uma boa dica", entrega a especialista.  

Pele limpa antes de malhar é garantia contra irritações

Segundo Gabriella, a melhor rotina para ter antes da malhação é limpar bem a pele. "Vale a pena lavar o rosto antes de iniciar a malhação: a redução das impurezas permite tampar menos os poros da pele e, assim, diminui as chances de cravos e espinhas", conta. Quem não tiver tempo para isso, pode optar por algumas borrifadas de água termal antes dos exercícios: "isto ajuda a restabelecer os minerais da pele", diz. A dermatologista acrescenta que não usar perfume ou maquiagem também faz parte desse conselho: "em alguns pacientes sensíveis o uso pode promover irritações na pele", revela.

 

Matéria publicada em 15 de março de 2021, por Webedia.