5 verdades que só quem tem cabelo ondulado entende!

Só quem tem cabelo ondulado sabe a dor e a delícia de ter uma textura que fica no meio do caminho entre o liso e o cacheado. Apesar do estilo com ondas despojadas estar super em alta - fazendo até as lisas naturais recorrem à texturizações para conseguir o efeito -, nem sempre é fácil deixar as ondulações do jeitinho que se espera na hora de finalizar, sem falar em outros dilemas que provavelmente só acontecem com quem tem esse tipo de fio. Confira a lista abaixo para saber quais são essas situações e prepare-se para se identificar!

1 - Não saber como seu cabelo vai estar pela manhã

 

Por mais que você finalize os fios do jeitinho de sempre e tome todo o cuidado do mundo para não desmanchar os cachos tímidos do comprimento, está aí uma verdade: é impossível saber como o cabelo vai se comportar pela manhã. Mais para o liso ou mais para o cacheado; volumoso ou minguado... não dá para saber - é uma surpresa diferente todo dia! Se você é do tipo que não gosta nada, nada dessa versatilidade, a dica para amenizar o problema é trocar a fronha comum pela de cetim ou envolver os fios em uma touca do mesmo tecido. 

2 - Ficar na dúvida entre o liso e o cacheado em toda finalização 

 

Outro dilema muito comum entre as donas de cabelos ondulados é a dúvida na hora de pentear as madeixas: puxar para o lado liso ou valorizar as ondulações - eis a questão! Por estar entre as duas texturas, esses fios do tipo 2 não ficam esticadinhos e também não chegam a formar cachos, então a dificuldade na hora da finalização já é marca registrada em todo dia de lavagem. Para facilitar sua vida, o segredinho é escolher qual dos dois estilos mais te agrada: se preferir o liso, vale contar com a ajuda do secador ou da prancha para conseguir o efeito mais polido; mas se é o cacheado que te faz sentir linda em frente ao espelho, abuse da fitagem com cremes de textura leve para realçar e valorizar o ondulado. 

3 - Ter que lidar com o frizz

 

Se tem um probleminha que tira as onduladas do sério é o frizz! Esses cabelinhos arrepiadinhos na raiz sempre teimam em aparecer para estragar o visual, dificultar o day after e deixar as ondas ainda mais indefinidas. Mas você sabia que dá para contornar o problema recorrendo aos produtinhos certos? O óleo capilar, por exemplo, pode ser o seu melhor amigo para acalmar esses cabelos curtinhos na hora da finalização - e o melhor de tudo é que ele não pesa nos fios quando é usado na quantidade correta. 

4 - Não lavar o cabelo no dia certo para preservar as ondas

Que atire a primeira pedra quem nunca deixou de lavar o cabelo no dia que deveria por ele estar bem próximo da perfeição! Exageros à parte, essa é a rotina da maioria daquelas que gostam do lado mais cacheado do ondulado, já que, normalmente, as ondas ficam mais bonitas quando vão ficando sujas. Não há mal nenhum em lavar o cabelo em dias alternados - na verdade, isso é até bom para a saúde dos fios -, mas quem sofre com oleosidade deve tomar tomar cuidado para que as ondas maravilhosas não dividam seu espaço com o desagradável aspecto seboso que todo mundo quer evitar. 

5 - Viver em busca do corte perfeito 

 

Outro dilema das donas de fios ondulados é a busca pelo corte ideal para valorizar a textura dos fios e distribuir o volume do jeito certo. Recorrer à tesoura é sempre motivo de drama por bater aquela dúvida sobre como o cabelo vai se comportar, mas com um bom cabeleireiro e pesquisando bastante antes da transformação dá para fugir dos erros. Para as que preferem menos volume, por exemplo, a dica é deixar as pontas levemente desfiadas ou maiores nas laterais; já para quem gosta do aspecto volumoso e quer realçar bastante as ondas, a melhor aposta é o corte em camadas. 

Matéria publicada em 03 de março 2021, por Webedia.