Drenagem linfática: saiba tudo sobre o procedimento que ajuda a diminuir celulite, rugas e linhas de expressão

A drenagem linfática é uma massagem que entrega diferentes benefícios para o corpo. Responsável por estimular o sistema linfático, ela ajuda na eliminação de toxinas e líquidos que o corpo retém no dia a dia, ativa a circulação sanguínea e até ajuda a amenizar alguns detalhes que muitas mulheres querem eliminar: a celulite e as marcas de expressão. Já cansou de ouvir falar no procedimento, mas não sabe quase nada sobre ele? Confira a matéria para saber mais detalhes! 

Técnica conta com massagens em pontos específicos para trabalhar com o sistema linfático

Desenvolvida em 1936 pelo casal dinamarquês Emil Vodder e Estrid, a drenagem linfática nada mais é que uma massagem especial que trabalha, diretamente, com o sistema linfático - ou seja, a rede complexa que transporta os fluidos linfáticos dos tecidos para o sistema circulatório.

Nessa técnica, o principal objetivo é eliminar o acúmulo de líquidos e resíduos metabólicos no corpo, mas não para por aí: por estimular a regeneração de tecidos, ela também traz melhoras para o sistema imunológico, relaxamento corporal e ajuda a amenizar alguns problemas estéticos - como a celulite e gordura localizada. 

No entanto, por mais que seja um procedimento simples, a drenagem linfática tem contra-indicações! Ela não é recomendada para quem tem problemas como insuficiência cardíaca, hipertensão, diabetes, trombose e alergias agudas. No caso das grávidas, ela pode trazer inúmeros benefícios, mas só pode ser feita com a liberação do médico e em clínicas especializadas.  

Drenagem linfática também pode trazer benefícios para a pele

Você sabia que a drenagem linfática também pode trazer vantagens para a pele? É que, como ela renova as células e elimina toxinas, pode ser uma importante aliada para amenizar marcas de expressão, hematomas e a desagradável acne; isso sem falar no fato de também aliviar dor de cabeça e congestão nasal. 

Como em todas as outras áreas do corpo, o segredo é fazer a massagem circular em direção aos gânglios linfáticos - que, nesse caso, deve começar do pescoço e ir para a área próxima aos olhos e orelhas. Para finalizar, também vale massagear a parte de cima do couro cabeludo para ativar a microcirculação e estimular o crescimento dos fios. 

Saiba como fazer o procedimento em casa:

A drenagem linfática pode ser feita manualmente ou com a ajuda de aparelhos. No entanto, a primeira é considerada a mais eficaz e tem a vantagem de poder ser feita na própria casa - claro, seguindo as recomendações corretas e com bastante cuidado para que não fique nenhum hematoma no corpo. Confira um breve passo a passo para entender melhor: 

1 - Antes de tudo, tome um banho para ficar relaxada e ativar a circulação do corpo; 

2 - O segredo está no movimento das mãos, mas vale separar um creme ou um óleo para te auxiliar na massagem; 

3 - Fazendo movimentos circulares com o polegar e uma pressão suave, faça a massagem indo sempre ao encontro dos gânglios linfáticos. As áreas em que eles podem ser encontrados são as seguintes: virilha, axilas, pescoço, abaixo da mandíbula e atrás das orelhas. 

4 - Repita a técnica de duas a três vezes na semana para garantir melhores resultados. Mas, atenção: ainda que dê para fazer a massagem em casa, dependendo do caso, o ideal é não perder tempo e já procurar uma clínica especializada para que a eficácia seja ainda maior.  

Técnica precisa ser aliada a outros cuidados para que funcione

Como a drenagem linfática não faz todo o trabalho sozinha, é muito importante adicionar outros cuidados para que o tratamento tenha o resultado esperado. O primeiro deles é consumir bastante água para evitar a retenção de líquido - já que, com a hidratação em dia, o corpo elimina água com mais facilidade. Outra dica é seguir uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente. 

Matéria publicada em 29 de março de 2021, por Webedia.