Dermatologista explica a diferença entre sabonete facial e gel de limpeza

Manter uma rotina de skincare exige constância de diferentes passos de cuidados, o primeiro deles é a limpeza facial. A limpeza deve ser feita duas vezes ao dia, logo ao acordar e antes de dormir, dessa forma é possível tirar todas as impurezas da pele sem causar o efeito rebote, que pode gerar ressecamento, agressão à pele ou aumento da oleosidade.

Ao procurar produtos para sua limpeza facial você vai se deparar com diversos produtos, dois deles são o sabonete facial e o gel de limpeza facial. Se você não sabe a diferença entre esses dois produtos, ou não sabe qual escolher, a dermatologista Dra. Fabiana Wanick, Membro das Sociedades Brasileiras de Dermatologia e Cirurgia Dermatológica, separou algumas dicas que vão te ajudar a escolher o melhor para sua pele.

Como escolher entre o sabonete facial e o gel de limpeza?

Para entender a diferença entre o sabonete facial e o gel de limpeza, a dermatologista Fabiana explica com mais detalhes sobre cada um. “Em geral, a nossa pele tem um pH ácido, próximo de 5, e os sabonetes em geral possuem um pH mais alcalino, ou seja, bem diferente da pele e isso acaba sendo nocivo para ela. O gel de limpeza em geral tem o pH mais próximo da pele, ou seja, ele é menos agressivo. Além disso, ele é mais suave na limpeza fazendo menos ou nenhuma espuma, enquanto o sabonete facial limpa fazendo espuma”.

Mas claro que dependendo de qual você escolhe. É possível encontrar um sabonete em barra de pH neutro e um gel de limpeza mais agressivo, o ideal é obedecer as recomendações do seu dermatologista”, recomenda a Dra. Fabiana Wanick.

Fique atento ao seu tipo de pele

Além das recomendações do dermatologista é importante reconhecer o seu tipo de pele, para, dessa forma, escolher a melhor opção para a sua limpeza facial diária. “A escolha entre o gel de limpeza facial ou o sabonete vai depender do seu tipo de pele. Peles oleosas precisam de produtos que contenham ativos desengordurantes e com maior capacidade de limpeza, mas sem exagero, porque se há exagero essa pele pode ter o efeito rebote e ficar mais oleosa”.

Agora as peles mais secas precisam de um gel de limpeza mais suave, de preferência com um pH mais próximo da pele e com ativos hidratantes. As peles mistas podem usar um sabonete de cada um desses e o paciente pode ir alternando entre um sabonete mais suave de manhã e um mais forte de noite para tirar todas as impurezas antes de passar o seu tratamento noturno”, explica a dermatologista.

Use o Gel de Limpeza ou Sabonete Facial na sua rotina de cuidados

Não se esqueça de manter uma rotina diária de limpeza

O passo da limpeza facial na rotina de skincare serve para retirar todas as impurezas do rosto e fazer com que a pele fique limpa para receber e absorver da melhor forma os outros produtos com ativos. Esse passo da limpeza deve ser feito apenas duas vezes ao dia, porque quando ele é feito em excesso pode agredir a pele e causar o efeito rebote.

Para garantir uma limpeza eficaz e não agressiva para sua pele, aposte na limpeza dupla, utilizando o sabonete ou gel de limpeza facial e a água micelar. A combinação desses dois produtos vai garantir que a sua pele seja limpa por completo sem agredir. Dê preferência para produtos com ativos hidratantes para garantir uma limpeza hidratante para sua rotina de skincare.

Conheça o Gel de Limpeza Hialurônico da linha Revitalift

A linha Revitalift conta com diversos produtos enriquecidos com ácido hialurônico para a sua rotina de skincare. O ácido hialurônico é um ativo dermatológico seguro que garante hidratação para a pele e ação preenchedora antissinais, combatendo os primeiros sinais do envelhecimento da pele.

Para sua limpeza facial, aposte no Gel de Limpeza Hialurônico, com textura em gel que proporciona limpeza sem ressecamento para a pele. Para complementar, aposte na Água Micelar Hialurîco que limpa, purifica, demaquila, reequilibra, tonifica, suaviza e preenche a pele com hidratação. Dessa forma é possível proporcionar uma limpeza hidratante para sua pele.

Matéria publicada em 17 de janeiro de 2022, por Enext.