Pode dormir com hidratação no cabelo? Descubra se o tratamento noturno pode trazer prejuízos

O cabelo ressecado e com frizz é um grande problema na vida de muitas mulheres, mas felizmente existem alternativas que podem ajudar a restabelecer a saúde dos fios de maneira muito eficiente! O tratamento noturno para cabelo, por exemplo, vem conquistando cada vez mais adeptas e não é à toa: a técnica utiliza o momento de maior renovação celular para regenerar os fios, que é enquanto dormimos.

Mas é preciso ter muito cuidado, porque não é qualquer produto que pode ser utilizado na hidratação noturna. Ao aplicar um creme ou máscara de tratamento que não seja específica para ser usada à noite, as madeixas podem sofrer as consequências e o resultado não será nada satisfatório. Para tirar as principais dúvidas sobre esse tipo de hidratação para dormir no cabelo, preparamos uma matéria especial sobre o assunto. Chega mais!

CABELO COM FRIZZ E RESSECADO: O QUE PODE CAUSAR ISSO?

Lidar com o ressecamento dos fios nunca é uma tarefa fácil. Mas quais são as causas desse problema, afinal de contas? Geralmente, os procedimentos químicos são vistos como os grandes vilões, mas eles não são os únicos que podem deixar o cabelo ressecado: a exposição solar em excesso ou o uso frequente de chapinha, babyliss e secador também são responsáveis pelos danos.

Mas sabia que nem sempre um cabelo com frizz ou ressecado é sinônimo de um cabelo extremamente danificado? Situações cotidianas e aparentemente inofensivas podem levar à desidratação capilar, como o contato com o travesseiro durante à noite. Isso acontece porque a maioria das fronhas são feitas de algodão, e o atrito constante com o material pode acabar removendo a água dos fios, deixando o cabelo com frizz, opaco e sem vida. A longo prazo, isso também costuma resultar no surgimento de pontas duplas ou até na quebra do cabelo. Para evitar que isso aconteça, a hidratação noturna para cabelos é uma ótima solução, desde que sejam utilizados os produtos corretos.

A ESCOLHA DO CREME FAZ MUITA DIFERENÇA NA HORA DE HIDRATAR OS FIOS À NOITE

Não é qualquer máscara de hidratação que pode ser aplicada no tratamento noturno para cabelo, pois a grande maioria precisa ser removida com o enxágue no banho. Por isso, o ideal é procurar por um creme noturno que não precise de enxágue e que contenha ativos com alto poder de hidratação e de retenção de água em sua fórmula, como o ácido hialurônico. Isso mesmo: o ingrediente que já faz um grande sucesso no mundo do skincare agora também pode ser encontrado em alguns produtos de hidratação para cabelo.

A nossa sugestão é o Creme Noturno Elseve Hidra Hialurônico, que promove uma ação hidratante, umectante e preenchedora, revitalizando o cabelo com frizz ou ressecado. Além disso, ele ainda conta com uma tecnologia capaz de combater os efeitos provocados pelo travesseiro à noite e faz a reparação de pontas, sendo indicado para todos os tipos de cabelo. Só vantagem, né?

CRONOGRAMA CAPILAR: HIDRATAÇÃO É UM PASSO IMPORTANTE PARA CUIDAR DOS FIOS, MAS COMO FAZER ISSO À NOITE?

Seguir um cronograma capilar é uma das melhores formas de evitar o cabelo com frizz, ressecado ou opaco, mas a maioria das pessoas está acostumada a colocar isso em prática somente na hora do banho. Como uma alternativa às máscaras tradicionais, o creme noturno é capaz de deixar os cabelos mais brilhosos, macios e sem frizz no dia seguinte, cuidando dos fios profundamente durante o sono. Essa hidratação para cabelo ressecado é bem simples e pode ser feita da seguinte forma:

Passo 1: Divida o cabelo em mechas;
Passo 2: Aplique o produto de hidratação noturna em todo o comprimento e pontas, evitando a raiz. Lembre-se que o cabelo deve estar seco ou levemente úmido, mas nunca totalmente molhado;
Passo 3: Deixe o creme agir enquanto você dorme. No dia seguinte, não é necessário enxaguar.

Para aproveitar ainda mais os benefícios do tratamento noturno, você pode investir em outros produtos enriquecidos com ácido hialurônico para combater a desidratação capilar e deixar o seu cabelo ainda mais bonito.

 

Matéria publicada em 14 de abril 2021, por Webedia.