Coloração: saiba como clarear cabelos pretos de forma saudável

A vontade de mudar o visual é uma constante na vida das mulheres e colorir as madeixas é uma das formas mais eficientes de se alcançar o objetivo. Porém, nem toda transformação é simples e rápida. Clarear os cabelos pretos, sejam eles naturais ou tingidos, exige tempo e dedicação, pois o processo é demorado. Descubra como mudar a cor de fios muito escuros sem danificá-los.

Dica
1

Profissional saberá indicar o tratamento mais adequado

O primeiro passo para decidir qual o procedimento adequado para clarear os cabelos é conversar com um cabeleireiro. O profissional irá avaliar como está a espessura e a estrutura dos fios e qual a condição do couro cabeludo para indicar o melhor tratamento, dependendo de quantos tons se pretende clarear. Estes pontos levam em consideração a saúde das madeixas e os processos químicos realizados anteriormente.

Em cabelos virgens, que nunca receberam nenhum tipo de química, o processo é mais fácil. A mudança pode ser feita através da tintura, que não garantirá a cor desejada imediatamente, mas provocará uma descoloração gradual e menos agressiva. Para uma transformação mais sutil, há como opção também produtos com ação clareadora, que podem ser encontrados em forma de shampoo, condicionador, creme sem enxágue ou spray.

Dica
2

Descoloração garante mudança radical, mas deve ser feita em etapas

Se o desejo é por uma mudança radical, aposte na descoloração. A junção do pó descolorante com água oxigenada ou amônia abre as escamas da fibra capilar e retira os pigmentos de cor, de forma a deixar os cabelos mais claros. No entanto, o processo é agressivo e pode danificar os fios, principalmente os que já foram quimicamente tratados. Para evitar o problema, é necessário um espaço de pelo menos um mês entre os procedimentos.

O ideal é que o processo de descoloração seja feito em etapas, com intervalos que variam conforme a resistência da cor e o resultado almejado, pois cada cabelo reage de uma maneira diferente ao tratamento. Uma alternativa é fazer luzes ou mechas, que irão clarear as madeixas gradualmente, o que diminui consideravelmente o risco de prejudicar os fios. O método também evita um resultado inesperado, já que é possível notar a mudança a cada etapa.

Dica
3

Decapagem retira a pigmentação de cabelos tingidos

Já quem tingiu os cabelos de preto precisará retirar a tintura antes de poder investir em outra cor, pois, como é sabido, coloração não clareia coloração. Isto acontece porque o fio já está saturado de pigmentos artificiais escuros, e as substâncias da nova tintura não conseguem penetrar na fibra capilar. Remover a coloração abrirá espaço no córtex capilar para que o fio possa receber a tonalidade mais clara.

A decapagem retira a pigmentação da coloração artificial, e, por isso, não serve para clarear os cabelos naturalmente escuros. Apesar de similar à descoloração, a técnica se diferencia por ser focada na remoção da tintura, e não no clareamento em si. Como os pigmentos pretos são mais resistentes, os fios necessitam de mais sessões para a remoção total da cor e para que não fiquem manchados.

Assim como a descoloração, a decapagem é um processo agressivo e pode não ser compatível com outras químicas, como alisamento ou relaxamento. A mistura de substâncias pode ocasionar o enfraquecimento dos fios, provocando a quebra e até mesmo a queda. Por isso, é importante que as madeixas estejam saudáveis e sejam hidratadas para receber o procedimento.

Dica
4

Fios devem estar saudáveis e tratados para receber processo químico

Para realizar qualquer tipo de clareamento, é fundamental que os cabelos estejam tratados e saudáveis, pois se os fios já estiverem danificados, o procedimento pode não dar certo e prejudicá-los ainda mais. Faça um teste de mecha antes de aplicar qualquer tipo de química nas madeixas por completo para perceber se o tratamento não causará nenhum tipo de reação adversa. Ao fim do processo de mudança de cor, aposte em hidratações regulares.
Matéria publicada em 05 de Fevereiro de 2021, por Webedia.