Estrias vermelhas: 5 formas de tratar e amenizar a aparência das cicatrizes recentes na pele!

Cuidar das estrias pode, sim, ser fácil - principalmente se elas ainda forem vermelhas! Diferente das marquinhas brancas, as avermelhadas ou arroxeadas acabaram de se formar, o que torna os tratamentos - dos mais caseiros aos mais tecnológicos - ainda mais eficazes. No verão, a preocupação com esse tipo de lesão aumenta, mas não se preocupe: tudo o que você precisa para tratar as lesões são algumas mudanças na rotina e um ajudinha do seu dermatologista favorito, ok? Confira 5 formas de amenizar a aparência das estrias vermelhas!

O que são as estrias vermelhas?

As estrias vermelhas, na verdade, são uma espécie de cicatriz recente. Elas aparecem quando a pele é estirada de forma muito rápida e brusca - é comum, por exemplo, que apareçamdurante a adolescência ou a gravidez, fases em que o corpo muda de forma repentina. Nesse movimento, as fibras de colágeno e elastina podem se romper, o que leva à formação de estrias e à flacidez. Quando ainda estão vermelhas ou arroxeadas, significa que a quebra aconteceu há pouco tempo - e pode melhorar bastante ou até sumir com alguns tratamentos!

Hidratação é forma mais eficaz de tratar e prevenir estrias vermelhas

Acredite, uma pele bem hidratada reage muito melhor às mudanças bruscas do corpo e tem menos chances de rompimento das fibras. Ou seja, isso significa que a hidratação é um passo indispensável na hora de prevenir e até amenizar as estrias vermelhas! Inclua esse passo no seu ritual de beleza diário, de preferência logo depois do banho para que o produto seja melhor absorvido pela pele. Massageie bem o produto em áreas como coxas, peito, quadris e abdômens, que costumam ser mais afetadas pelas estrias - mas lembre-se de que as lesões podem aparecer em qualquer lugar do corpo, ok?

Dicas: Óleos, como o de amêndoas e o de semente de uva, ajudam a manter a hidratação da pele e melhorar a aparência das estrias!

O protetor solar é indispensável para amenizar a aparência das estrias vermelhas

Você já sabe que o protetor solar é indispensável para prevenir o câncer de pele e garantir o envelhecimento saudável da pele, mas o produtinho também é indispensável para cuidar das estrias vermelhas. Os raios UVA atuam destruindo as fibras de colágeno da derme, o que a deixa menos elástica e facilita o aparecimento das marquinhas. Nada de descuidar do filtro solar nesse verão, ok?

Peelings e esfoliações suaves ajudam a minimizar as estrias

A esfoliação também ajuda a minimizar a aparência das estrias vermelhas, já que promovem a renovação celular e estimulam a circulação sanguínea. Aposte no tratamento, no máximo, duas vezes por semana para não ressecar a pele - e sempre aliado à hidratação! No caso do peeling, o mecanismo é parecido: os ácidos usados funcionam como pequenos “machucados”, levando a pele a se regenerar e diminuindo as marquinhas. Tanto a esfoliação quanto o peeling são ideais para as estrias vermelhas, já que atuam nas camadas mais superficiais da pele.

Alimentação saudável é essencial para a saúde da pele e prevenção das estrias

Cuidar da alimentação é essencial não só para sua saúde e bem-estar, mas também para cuidar da aparência das estrias. A dica é investir em alimentos ricos em antioxidantes: frutas cítricas como a laranja - conhecidas pela alta concentração de vitamina C - e tomate, rico em licopeno. Essas substâncias estimulam a produção e protegem as fibras de colágeno, dando sustentação e mantendo a elasticidade da pele. Assim, fica mais difícil de as estrias vermelhas aparecerem!

Tratamentos com laser ou luz pulsada também são opções para tratar as estrias vermelhas

Laser ou luz pulsada também são opções de tratamento para quem lida com as estrias avermelhadas. Tanto um quanto o outro atuam nas camadas mais superficiais da pele, com o calor dos pulsos de luz estimulando a renovação celular e a produção de colágeno. É importante lembrar que esses métodos, apesar de eficazes, são mais agressivos e precisam ser feitos por profissionais. Consulte sempre seu dermatologista!

 

Matéria publicada em 08 de março 2021, por Webedia.