Filtro solar 2 em 1: descubra como o protetor pode auxiliar no combate ao envelhecimento da pele

A indústria de cosméticos está sempre se atualizando para poder oferecer o que há de mais avançado em relação a cuidados estéticos. Com isso, as mulheres não abrem mão de procurar os mais novos lançamentos para incluir em sua rotina de beleza e manter a pele sempre jovem e saudável. No entanto, a correria do cotidiano nem sempre permite tempo suficiente para aproveitar todos eles, tornando os produtos multiuso a melhor opção.

Filtro solar protege contra envelhecimento cutâneo precoce

O protetor solar é item indispensável nos cuidados diários. Afinal, o produto é a melhor opção para proteger a pele contra os efeitos nocivos dos raios ultravioleta. É fundamental notar se o cosmético oferece proteção UVA, já que este tipo de radiação é responsável por até 90% do envelhecimento cutâneo precoce. A avaliação é importante porque alguns cosméticos, como determinados itens de maquiagem, oferecem apenas filtros anti-UVB.

 

A taxa de radiação ultravioleta A é constante o tempo todo e consegue atravessar vidros. Por isso, o fator de proteção solar nunca pode ser diminuído, não importa a temperatura ou a estação do ano, nem mesmo a maior parte do dia será passada em ambiente fechado. Os dermatologistas recomendam que o FPS seja de, no mínimo, 30, no entanto, cada tipo de pele exige uma proteção específica, que deve ser avaliada por um profissional.

Protetores com ativos antioxidantes estimulam produção de colágeno

Com a exposição frequente aos raios UVA, que penetram profundamente na derme, as células vão sendo danificadas e perdem sua capacidade de produzir colágeno. Para reverter este processo, vale fazer uso de protetores que contenham ativos antirradicais livres, como vitamina C, vitamina E e retinol. Além de proteger a pele do sol, o filtro acumula a função antioxidante ao estimular o colágeno e prevenir o envelhecimento. O uso diário exige que o protetor solar tenha uma fórmula diferenciada daqueles utilizados no corpo. O filtro facial deve ter uma textura mais leve, bem próxima a de um hidratante comum, e toque seco, para não estimular a produção natural de oleosidade da pele, o que poderia entupir os poros. Quem se expõe ao sol durante muito tempo deve reaplicar o protetor a cada duas horas, já quem fica em ambiente fechado deve passá-lo pelo menos duas vezes ao dia.

Matéria publicada em 24 de fevereiro de 2021, por Webedia.