Protetor solar físico ou químico? Saiba a diferença entre os filtros e escolha a melhor opção para sua pele

Não dá para abrir mão do protetor solar nem mesmo nas estações mais frias, viu? E na tarefa de encontrar o filtro ideal para a pele, vale a pena se aprofundar um pouquinho nas fórmulas dos produtos: já reparou, por exemplo, que existem os protetores físicos e os químicos?

Conhecidos também como filtros e bloqueadores solares, cada um deles age de maneiras diferentes para repelir a ação do sol na derme . Para saber qual se adapta melhor às necessidades da sua pele, é só continuar lendo a matéria!

Pular os slider: UV Defender Pele Normal e Seca

UV DEFENDER PELE NORMAL E SECA

O que é um protetor químico? Saiba mais sobre a ação do filtro solar na pele

O filtro solar - ou protetor químico - é uma das versões mais comuns entre quem procura se proteger do sol. Na prática, ele atua criando uma barreira química na superfície da pele (por isso a origem do nome), impedindo que a radiação entre realmente na pele.

Como ele age: em geral, o filtro contém ativos orgânicos na composição, e eles são os responsáveis por absorver os raios UV.

Em termos gerais, é como se esse produto fosse uma esponja, sugando cada um deles para evitar a quebra de moléculas de colágeno e produção de radicais livres na pele.

Para quem ele é mais indicado? Qualquer pessoa que não tenha restrições ou problemas de pele.

O que é um protetor físico? Veja de que maneira atua o bloqueador solar no corpo e rosto

Apesar de ter a mesma função que o protetor químico, o produto do tipo físico age de forma diferente em contato com a pele. Também conhecido como bloqueador solar, esses cosméticos funcionam refletindo os raios solares em vez de reagirem com eles.

Como ele age: composto por minerais, os bloqueadores não são absorvidos pela pele como os filtros solares - e por isso mantêm a aparência esbranquiçada durante todo tempo depois de serem aplicados no corpo e rosto.

Assim, quando os raios UVA e UVB batem na região protegida pelo filtro físico, o óxido de zinco e/ou dióxido de titânio refletem o raio e não permitem que ele entre nas células da pele.

Para quem ele é mais indicado? Pessoas que estejam passando por algum tratamento dermatológico, quem apresenta algum quadro alérgico ou de sensibilidade cutânea, além de grávidas e crianças.

De todo jeito... vale lembrar que apenas o dermatologista pode indicar o melhor tipo de produto para cada pessoa, sempre considerando as necessidades e particularidades da pele. Caso você esteja na dúvida entre as opções, procure o especialista e se previna do jeito certo!

 

Matéria publicada em 31 de Março de 2021, por Webedia.