Saiba como combinar a cor dos óculos escuros com o tom do cabelo

Quando o tempo começa a esquentar, é hora de passar filtro solar e tirar os óculos escuros da bolsa. Assim como o corte, a armação também pode combinar com o tipo de rosto e as cores dos cabelos. A consultora de estilo conta que essa escolha vai do estilo pessoal de cada um: "tem gente que escolhe cores neutras para que os óculos não se destaquem, e outras preferem o contraste entre pele e cabelo. Vai da personalidade de cada um", explicou a consultora de moda Tatiana Aguiar.

Armações de cores neutras são coringas

Muitas mulheres optam por opções discretas de óculos de grau para serem usados no dia-a-dia, mas no caso dos escuros, que são usados em momentos pontuais para se proteger da claridade, um pouco mais de ousadia é permitido Com isso, os modelos e armações são mais diferentes e transmitem estilo próprio: "aros pretos e marrons são clássicos e ficam bem para quase todo mundo, pois são tons neutros. Não gosto das cores extravagantes, é muito juvenil, passa muita informação. Não harmoniza o visual", explicou a consultora de estilo.

Para quem quer um pouco de ousadia, a profissional aconselha tons dourados, prateados, transparentes, pastel e tonalidades mais escuras, porque dão um toque de cor a produção dos dias quentes: "dependendo da cor das roupas, é possível usar uma armação mais ousada. Tons verdes e azulados por exemplo, combinam com as ruivas e loiras, mas morenas combinam com tons amarelados, 'laranjinhas', mas nada muito chamativo. Quem tem cabelos claros também fica bem com tonalidades avermelhadas e rosadas", ensinou.

Cores da lente também influenciam na escolha do óculos escuro

As lentes também podem ter cores, mas usá-las tem seu momento, explica o oftalmologista Daniel Moon Lee: "elas não influenciam na proteção aos raios ultravioletas, mas mudam a percepção que temos do ambiente". As cinzas - que na maioria das vezes dão a impressão de serem pretas - reduzem a intensidade da luz, sem alterar a cor dos objetos. A marrom melhora o contraste porque bloqueia uma porcentagem maior de luz de fundo azul, deixando os objetos mais nítidos do que as lentes escuras mais usadas, e por isso é indicada pelos oftalmologistas para míopes e hipermetropes.

As verdes são ideais para pessoas com mais de 60 anos, pois realçam o contraste da visão, que vai sendo perdido com a idade. A lente laranja é boa para condições nubladas, obscuras ou nevoeiro, pois aumenta a percepção de profundidade - o que funciona principalmente para quem faz esporte. Já as amarelas aumentam o contraste das imagens e são indicadas para quem dirige à noite, já que aumenta a visibilidade: "óculos com lentes amarelas, por exemplo, dão a impressão de mais claridade em situações como dias nublados", explicou o oftalmologista, que é sócio-diretor e chefe do departamento de Catarata e Implantes de Lentes do INOB.

Lentes coloridas precisam de armação com cores neutras para harmonizar o rosto

As lentes cinza e marrom podem ganhar aros mais ousados, mas é preciso tomar cuidado com as coloridas. Segundo Tatiana, elas chamam atenção e o ideal é que sejam acompanhadas de armações neutras: "misturar cores fortes na armação e lente pode camuflar os traços, esconder o rosto entre as cores. Vai do bom senso de cada um", explicou Tatiana.

Matéria publicada em 09 de abril 2021, por Webedia.