Cabelo texturizado é tendência entre as brasileiras

Depois de algumas semanas de moda internacionais apostarem no cabelo chapado como tendência para o outono, no Brasil, a preferência do público feminino é investir nos cabelos texturizados com movimento. "Textura é uma definição. Dar ou tirar o volume, deixar o cabelo mais rebelde ou até mesmo mais disciplinado", definiu o visagista Giovanno Gamba. Para as que não simpatizam com a chapinha, babyliss ou penteados elaborados, é uma alternativa prática para inovar no visual. O efeito armado e com textura está super em alta desde que apareceu em algumas temporadas de moda.

A textura é alcançada com pomadas, finalizadores e shampoos secos e o resultado é madeixas com mechas marcadas de forma proposital; seja com a raiz alta, bagunçada, ou mais arrumadinha: "este efeito só depende da técnica, tesoura e sensibilidade do cabeleireiro", explicou Giovanno. O movimento é a principal característica da tendência.

Como conseguir o efeito texturizado

Como explicou Giovanno, "o cabelo texturizado nada mais é do que um efeito de desfiado que deixa o cabelo mais leve ou volumoso". Uma das formas de conseguir o resultado texturizado é lavá-lo com um shampoo hidratante e não aplicar condicionador. Pode-se também usar shampoo seco ou talco na raiz após a secagem e penteá-lo ao contrário do crescimento dos fios, que também é um truque para dar mais volume ao cabelo.

Outra alternativa para deixar o cabelo volumoso é usar o secador, mas para o look texturizado, é importante usar o difusor, caso contrário o cabelo não ficará com os fios bagunçados, mas sim, arrumadinhos. Para evitar a oleosidade, evite passar óleo reparador de pontas nos cabelos.

A texturização é indicada para todos os tipos de fios

Giovanno garantiu que a técnica é versátil: "pode ser feita em cabelos extremamente grossos e pesados, ondulados ou crespos e até mesmo nos finos e lisos." O efeito dará um resultado mais bonito principalmente nas mechas mais finas e com pouco volume.

Matéria publicada em 09 de Abril de 2021, por Webedia.